domingo, 7 de outubro de 2007

E assim foi...

Imaginem uma noite.

Uma noite que poderia ser como qualquer outra... mas que tinha algo de diferente.

O dia que lhe correspondeu, um feriado. Cinco de Outubro. Símbolo do 97º aniversário da proclamação da República Portuguesa. Um dia que neste ano de 2007, para alguns, amanheceu com uma natureza incomum. Com uma antecipação presente em várias pessoas... com um sabor a desconhecido e novidade.

Porque vendo bem, só se lança um primeiro livro uma vez. E hoje várias pessoas passariam por essa experiência.

Preparativos foram feitos, até o anoitecer chegar... e enfim ele chegou. Mudaram-se os cenários e os horizontes. Do dia para a noite. De um evento com significado nacional, o feriado, para um mais local e/ou pessoal, o lançamento. O relógio marcou finalmente as 22h30.

Atrás de quatro paredes e duas portas (contando a saída de emergência), abertas a todos, passaram-se várias horas...

Num breve resumo que não lhe faz justiça, foi uma noite de convívio e de amizade. Foi uma noite de primeiros encontros, de reencontros, e de saudade. Uma noite com azáfama, tanto para os participantes como para a organização. E também com imprevistos e outras situações a resolver. Com presenças e actuações a aplaudir. Um pouco de tudo... uma noite de luz, de som, e de letras.

Do seu rescaldo, sobraram novas criações. Cada uma com um pouco dos seus próprios autores, a partilhar com o Mundo. Para alguns foi um objectivo. Para muitos, um primeiro passo num caminho a percorrer. Foi porventura uma noite a recordar. Uma que ainda não terminou...

Foi assim o lançamento de "Reticências...", um primeiro passo :)

E é com muito gosto que digo:
O meu primeiro livro de poesia está finalmente disponível ^^

1 comentário:

Vera disse...

Foi assim e foi lindo, memorável e inesquecível!
O teu livro vai fazer imenso sucesso, tenho a certeza!

Beijo grande