segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Introdução ao livro "Reticências..."

O Livro...

Na escrita, as reticências simbolizam uma comunicação nas entrelinhas. Representam uma comunicação que muitas vezes se situa para além da própria linguagem, seja ela feita de vozes ou de silêncios, de palavras ou de gestos, de presenças, ou simplesmente de ausências.

É nesse contexto que surge este livro, de seu nome “Reticências…”.

Reticências…” é uma viagem por caminhos sentimentais que se percorrem sem no entanto saber à partida qual o seu destino. Sobre caminhos que estão frequentemente para além do nosso controlo ou escolha, e que muitas vezes nos apanham de surpresa. É um livro sobre a ilusão e a desilusão, no muitas vezes complexo processo de construir uma vida no plano mental e sentimental, uma vida para além do que é meramente material.

É um olhar para o horizonte e ousar sonhar com um tempo ou lugar partilhados, apenas imaginados…

Nos seus poemas, esconde-se a busca de cada pessoa pelo seu lugar nas relações que a rodeiam. A procura de cada indivíduo por um significado mais profundo, a meio de situações do quotidiano coloridas por uma saudade ou desejo, sentimentos esses que por vezes abraçam toda a perspectiva envolvente. É o reflexo de uma busca por si mesmo aliada à secular busca por algo mais, aquele algo raramente definível por palavras, encontrado apenas na companhia de alguém que assume para nós uma importância única e vital.

Reticências…” é tanto uma homenagem como uma dedicatória.

É um livro no qual se reúnem poemas tanto de amor mútuo como de amor não-correspondido. Poemas cujo contexto vive sempre na imaginação de cada pessoa, de cada leitor… nunca na vontade exclusiva de quem está por detrás da caneta. São poemas abertos à imaginação ou memória de cada um de nós.

Reticências…” fala-nos sobre a partilha do que é dito e do que fica por dizer. É a consciência ou chamada de atenção para o facto de que o que não é dito entre duas pessoas, à semelhança do que é de facto dito, nunca se esgota num eventual remeter ao esquecimento... é algo real, dentro da pessoa que o sente. Algo com uma presença e influência reais.

Algo que merece ter uma voz.

2 comentários:

CresceNet disse...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. (If he will be possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll I thankful, bye friend).

Vera disse...

Este post deveria ir direitinho para o Luso Poemas!!! E para conhecimento geral mesmo...
:)

Está LINDOOOOOOOOOOO!

Beijooooooo